28/12/2022 Por Anabol Loja 0

Dietas da moda: fórmula milagrosa ou risco para a saúde?

As dietas da moda trazem a esperança de perder peso de forma rápida e, por isso, muitas pessoas acabam se submetendo a um regime desequilibrado em questões de nutrientes. A Gerente de Nutrição do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Joyce Rebouças Passos Mourão, alerta para os males que essas dietas podem trazer a saúde.

É possível usar as “dietas da moda” em favor próprio sem arriscar a saúde?

Dietas da moda são, em geral, desequilibradas. Elas podem até trazer resultados imediatos em relação à perda de peso, mas este acaba não sendo mantido. Além disso, podem causar deficiência de nutrientes se seguidas por muito tempo.
 

O que essas dietas radicais podem ocasionar para o organismo?

As dietas da moda muitas vezes se baseiam em um único macronutriente, o que as torna desequilibradas. Por exemplo, a dieta da proteína, que de fato favorece na perda de peso por aumentar a saciedade, apresenta um alto índice de gordura, o que favorece o desenvolvimento de doença cardiovascular. Perda de peso em um curto período com dietas da moda representa muitas vezes a perda de líquido, de massa magra e sem mobilização da gordura, por isso, o resultado não é eficaz. Essas dietas não favorecem a mudança de hábito e são muito distantes do hábito alimentar comum, o que é um grande problema, pois após o término da dieta não há aprendizado suficiente para a manutenção do peso desejado. No geral, elas causam deficiência de nutrientes, são ricas em gordura, apresentam baixo índice de energia, provocam efeito sanfona e não reeducam.
 

Qual é o grande segredo para entrar em forma com saúde?

A dieta convencional, com a proporção de gordura, proteína e carboidrato estabelecida percentualmente, pode ser adaptada de acordo com as características e as necessidades de cada um. Pensar no tipo de gordura e no de carboidrato em vez de considerar apenas a proporção entre eles é também muito significativo. A recomendação dietética deve favorecer o balanço energético e enfatizar a troca de gorduras saturadas e trans por não hidrogenados e insaturados. É importante considerar também que o ideal é a utilização de carboidratos complexos (arroz integral, farelos, aveia, granola etc.) em substituição aos refinados, bem como as proteínas devem ser provenientes de alimentos com baixo teor de gordura saturada. A dieta adequada é aquela que estabelece um plano alimentar individual, utilize uma estratégia que favoreça a reeducação alimentar, reduza riscos metabólicos e melhore a autoestima. O paciente com sobrepeso merece atenção dirigida, frequente e funcional, pois só assim as mudanças de estilo de vida propostas e fundamentais para prevenção das doenças metabólicas podem ser atingidas com sucesso.
 

Como a reeducação alimentar pode revolucionar uma rotina?

Ela melhora a autoestima, a disposição e o conhecimento sobre si mesmo. Conhecer nossas tolerâncias, saber balancear e equilibrar o prazer e a saúde é o ponto chave de sucesso. O médico e o nutricionista assumem o papel de orientar uma perda de peso saudável, pois consideram aspectos relacionados à capacidade de adaptação da dieta, de modo a não comprometer a saúde.
 

Por que aliar exercícios físicos com a dieta é tão importante para o emagrecimento?

A atividade física, além de aumentar o gasto energético, modifica a composição corporal, aumentando a massa magra e melhorando a taxa de metabolismo basal. Por isso, o ideal é aliar uma dieta equilibrada à prática de exercícios físicos, ambos sob a orientação de um especialista.